Ad Home

Pedido de casamento, goleada alvinegra e nada de gol do Gabigol: como foi Santos e Flamengo

Diego Pituca, volante do Santos, pede a namorada em casamento antes do início da partida em que o Peixe venceu o Flamengo por 4 a 0. O jogo foi válido pela última rodada do Brasileirão de 2019

O Santos goleou o Flamengo por 4 a 0, na tarde do último domingo (8). Além do placar elástico, que por si só é um fato curioso, já que o Rubro-Negro não perdia há 29 jogos, os 13.310 espectadores presentes à Vila Belmiro presenciaram outros fatos igualmente curiosos. A começar pela homenagem que o Santos fez ao volante Diego Pituca por atingir a marca de 100 jogos com a camisa do Peixe. De forma supreendente, o volante santista aproveitou a oportunidade para pedir a namorada em casamento.

Avassalador em campo, o Santos deu show com Sánchez, Marinho, Soteldo e Sasha, protagonistas dos lances ofensivos, ora com gols, ora com assistências.

Pelo lado do Flamengo, não teve gol do Gabigol. Aliás, sequer parecia que o Rubro-Negro havia entrado em campo. O time carioca parecia ter vindo a Santos curtir o sol e seu camisa 9 foi completamente anulado pelo esquema montado por Sampaoli. Gabigol nada pôde fazer para comandar uma reação, como fez diante do River Plate, na final da Libertadores. Restou ao atacante lamentar.

A derrota acachapante parecia um balde de água fria para a torcida rubro-negra, mas não foi o que o que se viu. Mais uma surpresa! Jorge Jesus, ao seu estilo, chamou os jogadores após o apito final, o que fez parecer que o treinador fosse aproveitar o momento para cobrar seus comandados, como de costume. No entanto, o português reuniu todo o elenco e juntos caminharam até a torcida flamenguista, que, apesar do revés, aplaudiu a todos e foi reverenciada.

Confira a história de Santos 4 x 0 Flamengo no slideshow

Tecnologia do Blogger.